ETF spot de bitcoin da BlackRock é o primeiro a atingir US$ 1 bilhão em ativos
O fundo negociado em bolsa (ETF) de bitcoin à vista da BlackRock atingiu US$ 1 bilhão em ativos nos primeiros quatro dias de negociação, o primeiro a conquistar o marco entre um lote de ETFs recém-lançados que rastreiam os preços à vista do bitcoin, mostraram dados do JPMorgan. .
A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) aprovou quase uma dúzia de ETFs que rastreiam a maior criptomoeda do mundo na semana passada, após anos de resistência regulatória.
Desde o lançamento, a BlackRock e a Fidelity retiraram a maior parte das entradas, uma vez que as taxas mais baixas e o reconhecimento do nome parecem ser factores-chave para atrair investidores até agora.
ETF iShares Bitcoin da BlackRock (IBIT.O), abre uma nova abaacumulou US$ 1,07 bilhão em ativos sob gestão em 17 de janeiro, seguido por US$ 874,6 milhões do ETF Fidelity Wise Origin Bitcoin, mostraram dados do JPMorgan.
Os nove ETFs recém-lançados atraíram US$ 2,90 bilhões em fluxos de investimento nos primeiros quatro dias de negociação.
No entanto, o Grayscale Bitcoin Trust, que foi convertido de um fundo fechado para um ETF, cobra a taxa mais elevada em comparação com os ETFs recém-lançados e testemunhou 1,62 mil milhões de dólares em saídas nos primeiros quatro dias.