Facebook poderá ser proibido de utilizar a palavra “Timeline”

Facebook poderá ser proibido de utilizar a palavra “Timeline”

TimeLineFacebookO Facebook poderá ter de repensar a “Linha do Tempo“. Mark Zuckerberg perdeu najustiça o direito de utilizar o termo “Timeline” (ou “Linha do Tempo” em português) que já existia antes de ser aplicado à rede social (em 2011) e era pertença da empresa Timelines.

 

A disputa em tribunal começou apenas uma semana depois da rede social lançar a “Timeline”, ainda em 2011. A empresa Timelines alega direitos exclusivos sobre o uso do termo e acusa o Facebook de de ter lançado o recurso de forma anticompetitiva.

 

A última decisão do juíz foi favoravel à empresa. O Facebook não conseguiu provar que o termo é genérico, pode ser aplicado a outros contextos, não sendo exclusivo da Timelines.  

O certo é que o site da Timelines permite criar datas importantes numa linha do tempo, algo parecido à estrutura utilizada no Facebook. De acordo com o juíz,  o site timelines.com e a empresa relacionada, conseguiram criar um produto à volta do termo, o que o torna numa marca e faz da rede social um utilizador indevido de uma marca registada.

O Facebook já recorreu da decisão do tribunal e deverá aguardar por uma nova audiência marcada para o dia 22 de abril. A partir desse dia, Mark Zuckerberg poderá ter de abandonar definitivamente o termo “Timeline” e repensar o nome da estrutura.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir chat
💬 Posso Ajudar?