Facebook sabia de falha que expôs dados de usuários

Facebook sabia que usuários estão processando a rede social pelo vazamento de dados ocorrido em setembro de 2018, afirmando que a companhia de Mark Zuckerberg falhou em alertá-los sobre os riscos da ferramenta de login. As informações são da Reuters.

Segundo a agência de notícias, o processo contra o Facebook foi entregue ao tribunal na última semana. O documento reúne várias ações legais, mas eles têm origem na violação de segurança do Facebook que expôs credenciais de login de quase 29 milhões de contas na rede social.

De acordo com o documento, o Facebook sabia sobre a vulnerabilidade do token de acesso, mas não a teria corrigido por anos, mesmo sabendo de sua existência.

“Ainda mais notoriamente, o Facebook tomou medidas para proteger seus próprios funcionários do risco de segurança, mas não a grande maioria de seus usuários”, diz o tribunal à Reuters, que procurou o Facebook, mas não conseguiu contato.

Os hackers pegaram detalhes de perfil, como data de nascimento, trabalho, histórico educacional, religião, dispositivos usados, páginas seguidas e pesquisas recentes e check-ins de 14 milhões de usuários. Já para os outros 15 milhões de usuários, a vulnerabilidade comprometeu apenas detalhes de contato e nomes. Ainda cerca de 400 mil usuários tiveram publicações e listas de amigos e grupos expostos. Vale ressaltar, entretanto, que conteúdos sensíveis como mensagens trocadas e dados financeiros não foram comprometidos.

fonte: itmidia.com