Foram precisos mais de três anos e 3.500 horas de trabalho duro, mas o “Project Unity” está finalmente concluído. O autor, conhecido por Bacteria, conseguiu concluir a sua super consola, que junta componentes de 15 consolas clássicas. O criador descreve o

Foram precisos mais de três anos e 3.500 horas de trabalho duro, mas o “Project Unity” está finalmente concluído. O autor, conhecido por Bacteria, conseguiu concluir a sua super consola, que junta componentes de 15 consolas clássicas. O criador descreve o

project-unity-console-300x175Foram precisos mais de três anos e 3.500 horas de trabalho duro, mas o “Project Unity” está finalmente concluído.

O autor, conhecido por Bacteria, conseguiu concluir a sua super consola, que junta componentes de 15 consolas clássicas. O criador descreve o aparelho, que se assemelha a uma caixa quadrada, como ”o canivete suíço dos jogos retro”. 

 

Bacteria explica o processo de criação num vídeo onde resume o “Project Unity” e os seus componentes. Apesar de o aparelho ser constituído por 15 consolas, até consegue ler jogos de 18 sistemas diferentes, tendo em conta que o GameCube reconhece jogos emulados do GameBoy Advance, a PS2 consegue ler jogos da PS1 e a Atari 7800 reconhece jogos da Atari 2600.

O resultado final é uma consola com um valor de $1.075 e componentes das seguintes “máquinas”:  Armstrad GX1000, Atari 7800, Colecovision, Intellivision, NEC TurboGrafx X, NeoGeo MVS, Nintendo Entertainment System (NES), Nintendo Gamecube, Nintendo 64, Sega Dreamcast, Sega MegaDrive (Genesis), Sega Master System, Sega Saturn, Sony PlayStation 2 e Super Nintendo (SNES).

{media load=media,id=158,width=200,align=left,display=inline}

fonte:  http://www.tecnologia.com.pt/

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir chat
💬 Posso Ajudar?