Google impõe novas regras contra barras de ferramentas indesejadas

Google impõe novas regras contra barras de ferramentas indesejadas

chromeO Google apertou o cerco contra empresas que disponibilizam barras de ferramentas alternativas junto com downloads de softwares, de acordo com post no blog da companhia.

 

Nos últimos 90 dias, a gigante de buscas contabilizou mais de 100 mil reclamações sobre barras que mudaram as configurações do navegador ou dificuldades de desinstalação das ferramentas que aparecem de surpresa no browser.

A questão gira em torno da publicidade exibida nestas barras de ferramentas, que é a forma como elas geram receita. Os anúncios são exibidos por meio das ferramentas do Google, que quer evitar experiências negativas do usuário. 

A partir de agora, a instalação automática deverá ser pré-aprovado pelo Google, oferecer a desinstalação da ferramenta em um clique, exibir com transparência informações sobre o que será baixado e instalar-se apenas em um navegador por download.

Um dos alvos da gigante de buscas é a AVG. A empresa de antivírus oferece junto da versão gratuita do software uma barra de buscas segura, que exibe publicidade e atrapalha os internautas. Outra empresa que será afetada é a Babylon, responsável pelo software de tradução.

O CEO da AVG informou ao Paid Content, no entanto, que assinou um novo contrato de dois anos com o Google e cumpriu todas as novas condições da empresa. De acordo com ele, a barra já pode ser desinstalada em um clique.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir chat
💬 Posso Ajudar?