Investigadores conseguem prever o final de uma relação através do Facebook

Investigadores conseguem prever o final de uma relação através do Facebook

ET FacebookRelationshipsDois investigadores afirmam ter descoberto uma forma de identificar pares românticos e até prever o final de uma relação no Facebook. Como? Através de um algoritmo.

A solução inventada por Jon Kleinberg, cientista da universidade de Cornell, e Lars Backstrom, engenheiro do Facebook, baseia-se num algoritmo matemático que analisa as interações na rede social de Mark Zuckerberg.

Os dois propõem um novo parâmetro para avaliar o relacionamento entre duas pessoas, ao qual chamam de “dispersão“.

Os investigadores partem do princípio que os amigos próximos têm tendência para ter mais conexões em comum. Com um par romântico, acontece o oposto. Se é verdade que ambos acabam por conhecer e criar laços com os amigos um do outro, o que acontece é que muitas vezes a única ligação para esse novo grupo de amigos conhecidos através do “namorado” ou “marido”, por exemplo, é o próprio cônjuge.

Assim, uma grande “dispersão” entre duas pessoas indica que os seus amigos mútuos não têm muitas ligações entre si. É o que  acontece geralmente com os casais. O oposto verifica-se com amigos próximos, que têm baixa “dispersão”.

Para verificar estes tipos de relacionamentos e ligações, os cientistas recorreram a técnicas de análise de big data. O universo do estudo teve por base mais de 8 mil milhões de conexões de 1,3 milhões de utilizadores do Facebook, selecionados aleatoriamente mas com um denominador em comum: identificaram um parceiro amoroso.

Durante dois anos, os investigadores analisaram milhões de dados e chegaram à conclusão de que a “dispersão” é um critério razoavelmente preciso para identificar um par romântico.

Ainda assim, há casos em que o relacionamento amoroso existe, mas a dispersão é baixa (ou seja, os seus amigos têm muitas ligaõçes entre si). O algoritmo, então, não consegue reconhecer a relação. Kleinberg e Backstrom observaram que, quando isso acontece, significa provavelmente que o relacionamento não vai bem. A probabilidade de a relação acabar nos próximos dois meses aumenta para 50 por cento.

Assim, os relacionamentos mais duradouros parecem ser aqueles que expandem o universo de relações de cada pessoa, conferindo-lhe conexões (ou amigos) que ela não possuía.

fonte: http://www.tecnologia.com.pt

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir chat
💬 Posso Ajudar?