(not provided) no Google Analytics: O que exatamente isso quer dizer?

(not provided) no Google Analytics: O que exatamente isso quer dizer?

not-provided-google-analyticsMuita gente, assim como nossa equipe, deve ter se perguntado diversas vezes o que significa esse tal de (not provided) nas fontes de tráfego do seu site, calma, não se assuste!

 

Na verdade o termo (not provided) não tem a ver com buscas para ele e você não precisa se preocupar em otimizar ou se preocupar com o SEO do seu site por conta disso.

(not provided): O que é?

(Not provided) não é de fato um termo buscado para encontrar o seu site. Ele aparece nos resultados de busca orgânica e nada mais é do que um agregado de palavras-chave cujo os termos buscados não são mais fornecidos pelo Google. Antes isso não acontecia porque o Google lhe informava os relatórios completos de todas as palavras-chaves, sempre era possível saber quais as palavras-chaves através do referer.

O Google não deixou simplesmente de identificar ou mostrar os dados dessas buscas, isso tem muito a ver com a nova política de privacidade que, segundo o próprio Google, assegura aos usuários logados em seus serviços (Gmail, Orkut, Google+, Youtube, Analytics, etc) a privacidade de sua navegação. Contraditória ou não, a explicação do Google é que eles necessitam proteger a privacidade do seu usuário, assim, não conseguimos identificar o termo buscado por visitantes logados em serviços Google, porém, para aqueles que utilizam PPC, os dados continuarão sendo fornecidos. Meio estranho não!?

Então a partir de agora não consigo mais identificar minha palavras chave?

Muita calma nessa hora! Ainda temos outras soluções para identificar as palavras chave do seu site. Uma delas é utilizar o Webmaster Tools, que continua fornecendo os dados das palavras chave. Concordo que é um trabalho a mais, mas no final das acontas acaba valendo a pena.

O WMT não é uma ferramenta tão completa como o Analytics mas mesmo assim ainda conseguimos cruzar os dados entre as ferramentas e obter alguns detalhes interessantes. Um exemplo disso, é que o WMT não fornece relatórios de mais de 10 mil palavras chave, o que pode parecer muitas palavras para alguns Ecommerces, mas podem ser muito pouco para outros, além disso, não conseguimos identificar por exemplo, a duração média de visitas, taxa de rejeição por palavra e assim por diante.

Então…

Estamos vivendo alterações constantes no algoritmo do Google e isso é totalmente aceitável devido ao aumento e crescimento acelerado da rede, alterações são muito necessárias. A idéia do Google é trazer cada dia mais empresas para o CPC e cada dia dar menos atenção ao SEO, o futuro será pago por cliques!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir chat
💬 Posso Ajudar?